Tempo de Leitura: 2 minutos

A reprodução humana ainda é um tema que gera algumas dúvidas, principalmente para quem nunca passou pelo processo de fertilização. Com isso, muitas pessoas acabam recorrendo à internet para se informar a respeito. Porém, muitas informações não são confiáveis.

Pensando nisso, separamos 10 mitos e verdades que surgem nos consultórios sobre o assunto!

1. Os tratamentos de reprodução humana garantem a gravidez

Mito. Os tratamentos oferecem chances de engravidar, mas não há nenhum tratamento garantido em reprodução humana.

2. A idade da mulher interfere no tratamento

Verdade. Como os óvulos são formados quando a mulher está na vida intrauterina, ou seja, na barriga da mãe, o tempo acaba reduzindo a sua quantidade e qualidade e, portanto, influenciando a taxa de gravidez.

Após os 32 anos a fertilidade começa a cair, se acentuando depois dos 35 e ainda mais após os 40.

3. É preciso ser casado para realizar o tratamento

Mito. O tratamento é destinado para casais que querem ter filhos ou para mulheres que queiram ser mãe solo.

4. A fertilização permite a escolha do sexo do bebê

Depende. Apesar de ser possível, fazer o tratamento apenas para selecionar o sexo não é permitido no Brasil.

5. É possível a preservação da fertilidade de homens e mulheres

Verdade. Na mulher a preservação da fertilidade é feita pelo congelamento dos óvulos e no homem, dos espermatozóides.

A preservação da fertilidade masculina pode ser necessária devido a alguma doença, como câncer, por exemplo. Já na mulher, é uma opção para postergar a gravidez ou em caso de cirurgias e doenças que podem causar infertilidade.

6. Doenças ginecológicas podem dificultar a gravidez por fertilização

Verdade. Há doenças como a adenomiose que afetam, inclusive, o resultado da fertilização.

7. Um aborto espontâneo reduz as chances de a mulher engravidar novamente

Mito. Apesar do abortamento ser uma falha do processo reprodutivo, a imensa maioria das mulheres que sofreram um aborto vão conseguir engravidar novamente.

8. Na FIV é possível escolher o bebê “perfeito”

Mito. Nos tratamentos de reprodução humana realmente há possibilidade de biopsiar o embrião e detectar alterações genéticas. No entanto, essa tecnologia não exclui todo e qualquer problema no embrião.

9. As crianças de FIV vão pior na escola

Mito. Existem trabalhos que mostram, inclusive, que crianças de FIV têm desempenho escolar melhor. Isso porque há uma influência enorme da estrutura socioeconômica familiar.

10. A FIV faz engordar muito

A princípio, mito. A FIV por si só realmente traz momentos em que há retenção maior de líquidos, como na estimulação dos ovários. Mas, isso deveria ser transitório.

Algumas mulheres engordam mais durante o tratamento, mas a maioria consegue manter o peso.

Gostou de saber os mitos e verdades sobre a reprodução humana? Continue acompanhando o blog da VidaBemVinda para mais conteúdos!