Tempo de Leitura: 3 minutos

No tratamento de Fertilização in Vitro (FIV), a fase do estímulo ovariano e captação dos gametas é realmente o grande momento, o tratamento em si. E essa fase é rápida. Mas temos uma fase anterior, de preparação para a FIV.

Se você irá utilizar essa técnica de reprodução assistida para buscar a realização do sonho de ter filhos, confira o artigo e saiba como se preparar!

Entenda como é a preparação para Fertilização in Vitro

Bom, a sua preparação, de alguma forma já começou assim que você decidiu procurar pela reprodução humana assistida. Mas esse preparo pode ser direcionado, estrategicamente, para os resultados que buscamos. Um bom preparo pode fazer a diferença nos resultados do tratamento.

Em alguns casos, ficar um tempo maior nessa preparação pode ser desnecessário, como quando não temos nada para corrigir clinicamente ou para otimizar. Ou pode até ser ruim, como em situações de preservação de fertilidade ou antes de um tratamento de quimioterapia por um câncer, que não pode ser postergado.

Preparo global e preparo específico

Quando falamos em preparação para a Fertilização in Vitro, temos dois tipos de preparo: o global e o específico.

Preparo global

O preparo global leva você na direção de uma gestação saudável. Quanto melhor a sua saúde antes de engravidar, mais saudável será a sua gestação.

Aquele famoso b-a-ba: otimizar a dieta reduzindo consumo de alimentos industrializados e processados, mantendo o peso em uma faixa ideal para sua altura, manter-se fisicamente ativa, investir na qualidade do seu sono e em medidas de controle do estresse, além de abandonar hábitos nocivos como o tabagismo.
Bom, se você começou esse preparo quando decidiu gerar uma vida, e agora vai iniciar um tratamento para engravidar, não é hora de abandoná-las, mas de tomar um novo gás.

O status da sua saúde reflete positivamente também nos resultados do tratamento em reprodução humana. Ah, inclua seu parceiro no preparo global. A saúde masculina impacta na qualidade do esperma e espermatozoides saudáveis são importantes no processo de concepção.

Ainda nesse preparo para a gestação, algumas condições clínicas de base devem ser diagnosticadas e compensadas, como diabetes, hipertensão, doenças da tireóide e anemias. Algumas medicações antiepilépticas e antidepressivas, por exemplo, devem ser trocadas ou ajustadas. Iniciar o uso de vitaminas, como o folato, que é importante que esteja sendo usado desde o momento da concepção.

Preparo específico

O preparo específico nos leva em direção a melhores resultados na Fertilização in Vitro. Seja viabilizando seu tratamento: com planejamento econômico, sincronizando as agendas; seja se preparando emocionalmente; e lógico, clinicamente.

O preparo específico começa com a primeira consulta e com a investigação das causas da fertilidade. Ou seja, quando entendemos o quê da reprodução humana assistida vai ser preciso para você. Também é quando desenhamos as nossas estratégias.

Algumas pacientes se beneficiam de um preparo ovariano pré-estímulo, antes do estímulo ovariano realmente começar, de forma individualizada. Em alguns casos com uso de vitaminas em maiores doses, e até com hormônios por 6 até 12 semanas antes do estímulo. Homens também podem ter algum espaço para melhorar a qualidade dos seus gameta (espermatozoides) que têm participação importante no sucesso do tratamento.

Gostou de saber mais sobre como se preparar para a Fertilização in Vitro? Aproveite para conferir outros artigos como este no blog da VidaBemVinda.