Doação de Sêmen

A doação de sêmen ou espermatozoides é um ato voluntário que busca beneficiar pessoas que não podem ter filhos. É indicada quando há falta ou alteração importante na qualidade dos gametas e o anonimato é garantido ao doador por determinação da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e Conselho Federal de Medicina.

A seleção do doador deve ser rígida, com investigação da história pessoal e familiar, afastamento de doenças genéticas graves, realização de exames clínicos, laboratoriais (como sorologias para hepatites, HIV, HTLV e sífilis) e avaliação adequada da fertilidade.

Quem pode doar sêmen?

  • O homem deve ter entre 18 e 45 anos;
  • Ter disponibilidade para se deslocar aos bancos de esperma reconhecidos pelo Conselho Regional de Medicina;
  • Deve ser saudável e não ter nenhuma doença de transmissão sexual ou genética;
  • Não pode receber nenhuma compensação financeira.

O processo de doação de sêmen ocorre somente a partir de um banco de sêmen, onde o doador passa por uma série de exames que geralmente levam 6 meses. Após aprovação, o sêmen é armazenado em nitrogênio líquido no laboratório e as informações sobre as características físicas (fenotípicas) são colocadas à disposição do paciente (receptor).

Segundo as normas do CFM, o receptor e o doador não devem se conhecer, impedindo qualquer contato antes ou depois do nascimento do bebê.

Fale com a VidaBemVinda