Motivos para buscar um especialista

Durante a jornada para a gravidez, muitos casais têm dúvidas se vale a pena buscar ou não ajuda médica e quando é o melhor momento para isto.

Veja a lista de perguntas que podem auxiliar:

• Você e seu parceiro estão estressados e preocupados por “ainda” não terem engravidado?
• Você ou seu parceiro já tiveram um relacionamento em que tentaram engravidar, mas não conseguiram?
• Estão tentando engravidar há mais de um ano, sem sucesso?
• Você (mulher) tem mais de 35 anos de idade e está tentando engravidar há pelo menos 6 meses?
• Seus ciclos menstruais são irregulares? Ou seja, tem intervalos menores do que 25 dias ou maiores que 35 dias?
• Você tem história de síndrome dos ovários policísticos?
• Você tem cólicas intensas durante a menstruação?
• Você tem dores durante as relações sexuais?
• Você sente uma dor constante na região inferior do abdome?
• Você já teve mais de 2 abortos?
• Você já teve gestação ectópica (fora do útero)?
• Você já teve doença inflamatória pélvica?
• Você tem algum distúrbio na tireoide?
• Você tem diabetes?
• Você já fez alguma cirurgia abdominal grande, como retirada do apêndice?
• Sente sair leite espontaneamente pelas mamas?
• Seu parceiro tem problemas de ereção ou ejaculação?
• Seu parceiro nasceu com os testículos fora da bolsa testicular (criptorquidia)?
• Seu parceiro já teve caxumba testicular?
• Seu parceiro já usou anabolizantes?
• Ele tem veias dilatadas na bolsa testicular?
• Seu parceiro já fez cirurgia para correção de hérnia inguinal?
• Seu parceiro já teve algum trauma testicular?

Se alguma das respostas foi positiva, é provável que seja interessante uma avaliação com um especialista em Reprodução Humana. É claro que isso não significa que sejam inférteis ou tenham algo de errado. Mas podem salvar o tempo de alguns casais, aumentando as chances de sucesso.