Tempo de Leitura: 2 minutos

Iniciar a procura por uma clínica de reprodução humana é um passo importante e delicado na vida de um casal. Afinal, espera-se encontrar profissionais experientes e adequados a lhe ajudar, da melhor forma possível, a entender o caminho até a gestação.

Mas há diferença entre clínicas? Não são todas iguais?

Inicialmente, podemos separar as clínicas de fertilização in vitro em dois tipos diferentes: as de serviço limitado e as de serviço completo.

As primeiras oferecem uma gama limitada de serviços na área de tratamentos de FIV, como, por exemplo, ICSI (injeção intracitoplasmática de espermatozoides) e transferência de embriões congelados.

Já a segunda categoria coloca à disposição dos clientes serviços completos, começando por soluções e tratamentos de baixa complexidade, como inseminação artificial, indução de ovulação, biópsia de testículo, aspiração e extração de espermatozoides para pacientes vasectomizados ou com azoospermia não obstrutiva, preservação da fertilidade e programas de doação de óvulos e sêmen, entre outros.

É possível perceber a diferença entre as clínicas desde o início da investigação para identificar as causas da infertilidade.

Enquanto as de serviço limitado buscam respostas em exames como o de sangue, ultrassonografia e espermograma, as que oferecem serviços completos podem solicitar exames mais detalhados como ressonância magnética e ultrassonografia transvaginal com preparo intestinal para endometriose, índice de fragmentação do DNA espermático em casos de abortamentos e falha de FIV, exames genéticos etc. Com estas sondagens, você obtém respostas mais precisas, e isso será importante na hora de definir o melhor tratamento.

Ainda, nas clínicas com serviços mais restritos, é comum que todas as pacientes sejam submetidas à FIV, e nas outras há problemas de fertilidade que são solucionados com outros procedimentos, como laparoscopia, histeroscopia, cirurgia de varicocele e tratamentos de baixa complexidade como inseminação intrauterina e coito programado.

Outros aspectos também se diferenciam entre uma e outra clínica, como tempo de espera, tempo com os médicos, acesso à equipe médica e biomédicas, disponibilidade e informações sobre taxas de sucesso.

Em um momento delicado e cheio de expectativas como esse, é claro que os casais fazem sua decisão pesando diferentes motivos. No entanto, antes de definir qual o local que lhe atenderá, informe-se sobre todos os serviços disponíveis e seus direitos como cliente.

É melhor ter todos os detalhes em mãos e saber que tipo de atendimento e cuidados vai receber do que se arrepender mais tarde, ao perceber que um procedimento ou um exame não estavam disponíveis ou até mesmo que todas as dúvidas não foram esclarecidas.