Tempo de Leitura: 2 minutos

Muitas mulheres se perguntam se quem tem endometriose pode engravidar. Afinal, a doença que atinge uma a cada seis mulheres em período reprodutivo, é uma das principais causas de infertilidade.

Quer entender por que a endometriose pode dificultar a gravidez e quais são os tratamentos para engravidar? Continue a leitura do artigo!

O que é endometriose?

Antes de você descobrir se quem tem endometriose pode engravidar, é importante compreender mais sobre a doença.

O endométrio é a camada normal que fica dentro do útero e que, a cada ciclo menstrual, fica mais espesso e depois sai durante a menstruação. Em algumas mulheres, pode ocorrer desse tecido crescer fora do útero. Geralmente, na região próxima a ele, como no ovário, atrás do colo do útero, em ligamentos da região, na tuba uterina e no peritônio — camada que reveste o abdome por dentro. Quando isso acontece, chamamos de endometriose.

Os principais sintomas apresentados por quem sofre desse distúrbio são a dor durante a menstruação e/ou na relação sexual. Além disso, pode causar dificuldade para engravidar.

Por que a endometriose por causar infertilidade?

A endometriose causa infertilidade por duas causas diferentes:

  • devido alteração anatômica na tuba uterina, que deixa o canal obstruído, atrapalhando ou impedindo por completo o contato do espermatozoide com o óvulo;
  • ou associada a inflamação ocasionada pela doença, que altera a qualidade do óvulo, do útero e do embrião.

Afinal, quem tem endometriose pode engravidar?

Sim, quem tem endometriose pode engravidar! Inclusive, não são todas as mulheres que sentem dor ou que apresentam dificuldades ao tentar gerar uma vida.

Entretanto, hoje, a doença é uma das principais causas de infertilidade. Para você ter uma noção da amplitude do problema, cerca de 30% a 40% das pacientes inférteis da VidaBemVinda têm endometriose.

A boa notícia é que é possível tratá-la. Primeiro, é necessário realizar o diagnóstico por meio da combinação de exames de sangue e de imagem, principalmente ultrassonografia e ressonância magnética especializadas.

Depois, é necessário identificar o melhor tratamento para cada paciente. Quando o foco é lidar com a infertilidade, avalia-se as características do casal, não somente da mulher. Investiga-se outras possíveis causas para a dificuldade de engravidar, como a reserva de óvulos e a qualidade do espermatozoide.

Para as mulheres com até 35 anos, o recomendado é a laparoscopia, uma cirurgia minimamente invasiva. Após o procedimento, a taxa de gravidez é de 50% a 60%. Já quando a paciente tem mais de 35 anos ou reserva ovariana limítrofe ou baixa, a conduta preferencial é a fertilização in vitro.

Neste caso, os resultados variam de mulher para mulher e principalmente conforme a idade. Claro, essa regra é bem resumida e o importante é avaliar de maneira muito cuidadosa cada casal!

Gostou de descobrir que quem tem endometriose pode engravidar e que é possível realizar o tratamento na VidaBemVinda? Aproveite também para conferir outros conteúdos em nosso blog.