Tempo de Leitura: 2 minutos

Fonte: Fertility and Sterility, setembro de 2015, vol 104(3).

Não há dúvida de que o hipotireoidismo está relacionado à infertilidade, abortamento e complicações obstétricas e fetais. E o hipotireoidismo subclínico?

O diagnóstico de hipotireoidismo subclínico se dá quando o exame para avaliar os níveis dos hormônios produzidos pela tireoide (o TSH) está acima do valor de referência, que é 4,5-5,0 mUI/L e quando a concentração de T4 livre é normal.  Indicadores mostram que o limite superior da normalidade na população geral parece ser menor do que os valores adotados atualmente.

Devido ao impacto durante o período pré-concepcional e pré-natal, recomenda-se que em casos de função tireoidiana alterada seja iniciado o início de tratamento, mesmo com alterações sutis.

Desta maneira, resumimos aqui a posição da American Society for Reproductive Medicine:

  • Valores de referência do TSH em mulheres que estão grávidas: TSH < 2,5 no 1o trimestre, <  3,0 no 2o trimestre e <  3,5 no 3o trimestre.
  • Valor de referência do TSH em mulheres que estão tentando engravidar é igual ao padrão, sendo que alguns centros recomendam o valor do 1o trimestre da gravidez (TSH < 2,5).

Abortamento: níveis de TSH > 4 mUI/L aumentam o seu risco. Não há evidência que níveis de TSH entre 2,5 e 4 estejam associados a maior risco de abortamento

Complicações obstétricas: TSH > 4 está associado a complicações como rotura prematura de membranas ovulares, descolamento de placenta, prematuridade e óbito fetal.

Não há evidência que níveis de TSH entre 2,5 e 4 estejam associados a estas complicações:

Desenvolvimento neurológico: TSH > 4 está associado a desenvolvimento inadequado. Não há evidência com níveis de TSH entre 2,5 e 4.

Tratamento e risco de abortamento: há evidência que o tratamento reduza o seu risco se TSH>4. Não há evidência para benefício do tratamento para TSH 2,5 e 4.

Anticorpos anti-tireoide: a autoimunidade tireoidiana está associada a abortamento e infertilidade.

Recomendações:

  • Se TSH > 2,5 no começo da gravidez, deve-se iniciar o tratamento com levotiroxina.
  • Se TSH > 4 mUI/L, deve-se iniciar a levotiroxina com objetivo de manter o TSH < 2,5
  • O tratamento com levotiroxina pode melhorar os resultados gestacionais, principalmente se o TSH > 2,5

O hipotireoidismo subclínico é um estado que pode impactar a saúde de uma pessoa e a aspiração de engravidar. Essa doença é mais frequente em mulheres, por isso é necessário a constante checagem da sua saúde com um médico de confiança e competente.