Tempo de Leitura: 2 minutos

Você sabe o que é hidrossalpinge? Essa é uma alteração ginecológica incomum e que afeta as mulheres, causando infertilidade devido a obstrução das trompas uterinas. Apesar de ser um estágio irreversível, com o tratamento de fertilização in vitro ainda há chances de engravidar.

Para saber mais, veja neste artigo: 

  • o que é hidrossalpinge e como ela pode surgir;
  • quais são os sintomas;
  • qual é o tratamento.

O que é hidrossalpinge e como ela pode surgir?

Hidrossalpinge significa “água na trompa”, portanto, é um acúmulo de líquido que acontece dentro da tuba uterina quando ela tem alguma obstrução. Tal condição pode aparecer em qualquer fase da vida, mas é mais comum em mulheres entre 15 e 45 anos.

Ela surge normalmente depois de uma infecção na trompa, por inflamação causada devido a endometriose, por aderências que acontecem depois de uma cirurgia abdominal ou por doenças sexualmente transmissíveis, como clamídia e gonorreia. Sendo assim, o uso de preservativo é essencial para evitá-la.

Uma das consequências da hidrossalpinge é que ela leva a um quadro de infertilidade, por estar associada a uma obstrução na trompa, impedindo o seu funcionamento correto. 

Quais são os sintomas?

Na maioria das vezes a hidrossalpinge é assintomática. A mulher só descobre que tem a doença por meio de exames de imagem, que podem ser:

  • ultrassom transvaginal;
  • histerossalpingografia;
  • ressonância magnética da pelve. 

As poucas mulheres que têm sintoma – porque é muito raro -, podem apresentar uma secreção vaginal aquosa durante o ciclo. Ou seja, pode haver vazamento de uma aparente água, que aumenta principalmente próximo à ovulação. No entanto, o líquido é diferente do muco cervical do período ovulatório, não parece uma clara de ovo, mas, sim, uma água. 

A dor também pode ser um sinal de hidrossalpinge, porém os sintomas são bastante raros, sendo a maioria dos casos assintomáticos. 

Qual é o tratamento para hidrossalpinge?

Quando acontece a hidrossalpinge significa que já existe uma doença avançada na trompa, que já atingiu estágio irreversível de obstrução. 

O tratamento de reprodução assistida assistida é a fertilização in vitro, que permite à mulher engravidar sem depender da trompa, que normalmente desempenha a função de transportar o embrião formado até o útero.

É possível engravidar mesmo tendo essa obstrução no tubo uterino?

A hidrossalpinge, além de levar a infertilidade, reduz as chances de ficar grávida com a fertilização in vitro. Isso porque o líquido acumulado no local é tóxico ao embrião e tem um efeito mecânico sobre a implantação do embrião no endométrio, dificultando a gravidez.

Por isso, a probabilidade da gravidez com fertilização in vitro em quem tem hidrossalpinge é menor do que nas mulheres que não têm essa doença.

Dessa forma,  existe uma recomendação de operar para retirar a trompa dilatada  (salpingectomia) antes de fazer a transferência do embrião, aumentando assim a taxa de implantação.

Agora que você sabe o que é hidrossalpinge, fique atenta e fale com seu médico se houver qualquer suspeita. Se você foi diagnosticada, confira quais são os tratamentos possíveis para pessoas inférteis.