Tempo de Leitura: 2 minutos

A endometriose foi diagnosticada, e chega a hora da primeira consulta para tratar do assunto com um especialista. É natural a ansiedade tomar conta da situação, mas é preciso ter objetividade e clareza para tirar o melhor proveito desse momento, que pode ser decisivo para sua saúde e futuro reprodutivo.

A primeira consulta deve ser feita com um ginecologista especializado e habituado com a doença. Quando a paciente deseja engravidar, é importante que seja acompanhada de perto por um especialista em reprodução humana, que muitas vezes também trata a endometriose.

Independentemente do médico que lhe atenda, é preciso entender que a consulta deve ser a mais produtiva possí­vel. E se você, preocupada com o tempo e ansiosa pelo que ouvirá, simplesmente se esquecer de perguntar tudo o que quer?

O preparo com antecedência pode ser, então, extremamente recomendável.

ɉ importante que, antes de sair para esse compromisso, você tenha em mãos uma lista de todos os sintomas que tem, mesmo que, aparentemente, eles não estejam relacionados á  endometriose.

Também é essencial estar pronta para relatar ao médico todos os medicamentos que toma, incluindo os naturais e suplementos vitamí­nicos, com doses e frequência de ingestão.

Prepare-se para responder perguntas: o especialista vai querer saber qual a frequência dos seus sintomas, quando surgiram e qual é a intensidade. Verifique também se eles estão relacionados ao seu ciclo menstrual e se há algo que os alivie ou piore -€“ todas as informações serão úteis nesta primeira consulta.

E, claro, você tem dúvidas, talvez nem tantas, mas que são uma preocupação constante em sua cabeça hoje. Não permita que isso se arraste, e leve para a consulta as principais perguntas que gostaria de esclarecer.

Perguntas básicas

Especialistas indicam algumas perguntas que precisam ser respondidas, independente do grau de desenvolvimento da endometriose.

Considere checar o seguinte:

  • Quais remédios posso usar para tratar a endometriose?
  • Existem remédios mais eficazes para aliviar os sintomas?
  • Por outro lado, quais efeitos colaterais eles podem causar?
  • O meu caso é para cirurgia? Por quê?
  • Se for, que tipo de medicação terei que tomar antes e depois do procedimento?
  • A endometriose pode atrapalhar meus planos de engravidar? O tratamento da condição colabora para a fertilidade? Qual a relação entre ambos?
  • Devo procurar tratamentos alternativos?

Fique atenta e tenha em mente que pode acontecer de uma resposta não ser clara o suficiente. Não saia do consultório com dúvidas: se for preciso, pergunte novamente ou peça para o especialista repetir algo que possa ter escapado.

Esta é a primeira consulta, o primeiro passo. Ela deve ser clara, elucidativa e um servir como um suporte para o iní­cio de seu tratamento.