Tempo de Leitura: 2 minutos

Há muitos fatores associados à saúde da mulher, como o estresse, o sedentarismo e a exposição à poluição.

Um dos principais, no entanto, é a alimentação, e os agrotóxico nos alimentos também pesam nessa balança.

No caso da endometriose, os altos níveis de poluentes, seja no ar ou nos alimentos, podem alterar o sistema imunológico, e isso pode ajudar a desenvolver a doença. Ainda, há a questão da gordura corporal: o aumento do tecido adiposo produz excesso de hormônios femininos, o que agrava o quadro.

Outro cuidado que a mulher deve ter é quanto ao funcionamento do intestino: se obstipado, ele contribui para a absorção de toxinas, mais um ponto negativo que pode contribuir para o desenvolvimento da doença.

Por isso, é essencial que a mulher cuide da alimentação!

Alguns alimentos podem agir de forma decisiva no organismo. A vitamina E, por exemplo, melhora a cicatrização de ferimentos causados por hemorragias do endométrio, e as fibras são essenciais para o bom funcionamento do organismo.

proteínas não devem ser esquecidas: alimentos que são fontes de gordura animal, como carnes e laticínios, devem ser evitados, mas pode-se escolher aqueles que são pobres nesse tipo de gordura, para que os níveis de proteínas não sofram quedas. Também vale consumir mais grãos, pois eles contêm proteína vegetal.

Veja como obter o melhor de sua alimentação:

  • Vitamina A: encontrada em alimentos como cenoura, tomate, pimentão e mamão. Tem função antioxidante, ajuda na integridade dos tecidos e protege contra infecções;
  • Vitaminas B: a B1 contribui para o alívio de dores e pode ser encontrada no amendoim, feijão, ervilha, gema de ovo e peixes. A B6, nos cereais, batatas e banana, contribui para a defesa imunológica. Já a B12 tem efeito analgésico melhor quando combinada às vitaminas B1 e B6, e está nos ovos, leite, peixes e queijo;
  • Vitamina C: antioxidante, contribui para a cicatrização. Encontre-a na couve, brócolis e pimentão e frutas cítricas;
  • Vitamina E: evita a ação lesiva em tecidos; trata-se de outro importante antioxidante. Consuma soja, milho, ovos, cereais integrais, nozes e amêndoas.
  • Zinco: seu baixo consumo pode levar à diminuição da imunidade e lesões de pele. Está nos frutos do mar, carnes vermelhas, castanhas e amêndoas.

Ao olhar para alimentos mais leves, saudáveis e ricos nas vitaminas precisas, você garantirá a boa saúde de seu endométrio e de outros órgãos vitais, além de se sentir mais leve, ágil e bem consigo mesma.

O consumo de gordura, além de elevar o peso, causa irritabilidade, menos disposição para tarefas físicas e contribui para o desenvolvimento de doenças delicadas, como a endometriose.

Cuide de si mesma de uma forma simples, a partir das refeições diárias. O seu corpo vai mudar, o bem-estar será maior e você estará contribuindo para a prevenção de doenças e a boa manutenção de sua saúde.