Tempo de Leitura: 5 minutos

Nosso estilo de vida define quem somos. Escolhas saudáveis criam um organismo saudável. Alimentação adequada, atividade física e pensamentos positivos sustentam nossa postura diante da vida. Pequenos ajustes estão ao alcance de todos, e bons hábitos são fundamentais para quem quer criar filhos saudáveis e que assimilem nosso exemplo.

Veja algumas dicas de hábitos que irão melhorar sua vida e suas chances de fertilidade:

EVITE CALOR EXCESSIVO

O espermatozoide se desenvolve melhor em ambientes frescos. Hábitos como usar frequentemente o laptop no colo e andar muito de bicicleta sem banco adequado podem reduzir a qualidade do sêmen, por exemplo.

Homens também devem evitar banhos muito quentes e longos: os testículos ficam na bolsa testicular justamente para ficarem 1 a 2oC abaixo da temperatura corpórea. Portanto, não os esquente! Evite também calças e cuecas muito apertadas.

EXPONHA-SE AO SOL

A luz solar aumenta a fertilidade em homens e mulheres pela produção de vitamina D. Diversos estudos recentes evidenciaram os benefícios da vitamina D, parecendo haver uma maior taxa de implantação embrionária quando os níveis estão adequados. Mas cuidados ao tomar sol: excesso pode ser prejudicial, além de envelhecer mais rápido. Prefira os períodos antes das 10h e após 16h.

TIRE TEMPO PARA RELAXAR

O estresse pode ter um impacto negativo sobre a fertilidade em homens e mulheres, além de diminuir a libido. Tire um tempo para si mesmo, com hobbies, meditação, massagem e atividades que desocupem sua cabeça.

MULTIVITAMÍNICOS

Pesquisas indicam que suplementos vitamínicos contendo nutrientes essenciais para a fertilidade como ácido fólico, vitamina D, vitamina B12 e selênio, podem aumentar as chances de gravidez. Esses nutrientes, obviamente, também são obtidos através de alimentação adequada.

PARE DE FUMAR

Os malefícios do cigarro são numerosos. Fumantes homens têm maior chance de impotência e pior qualidade seminal. Já as mulheres que fumam têm uma taxa de infertilidade 30% maior, principalmente devido ao maior consumo de folículos e óvulos, reduzindo a reserva ovariana de forma mais acelerada, além de dificultar a implantação do embrião no útero.

CONSUMO DE ÁLCOOL

Se está tentando engravidar, é uma boa ideia beber menos. O álcool em excesso (mais que um drink por dia) pode ser prejudicial à fertilidade.

USE UM APLICATIVO

Apps gratuitos em celulares podem lhe ajudar a monitorar a menstruação e avisar sobre o período fértil. Procure por calendário da menstruação e converse com seu ginecologista sobre isso.

ESTIMULE SEU CORPO

Experimente acupuntura, shiatsu e outras técnicas que trabalhem pontos estimulantes, melhorando a circulação sanguínea uterina

FAÇA MAIS SEXO

Casais com frequência sexual maior do que uma vez por semana aumentam as chances de concepção em 35%. A ejaculação a cada 1-3 dias é importante para manter a boa motilidade dos espermatozoides, aumentando a taxa de gestação espontânea.

CONHEÇA SEU PERÍODO FÉRTIL

Para ter sucesso, você precisa ter relações durante a ovulação. Em um ciclo regular de 28 dias, o período fértil geralmente ocorre do 10º  até o 15o dia. Um dos sinais de ovulação é a presença de muco cervical, com aspecto de “clara de ovo crua”.

CONTROLE O PESO

Excesso de gordura corporal pode atrapalhar o ciclo menstrual e a ovulação. Mulheres acima do peso têm maior incidência de períodos irregulares. Perder 5% do peso já aumenta as chances de concepção. Mas atenção, mulheres muito magras não possuem gordura suficiente para sustentar um ciclo ovulatório e uma gravidez saudável. Busque o equilíbrio. O ideal é o Índice de Massa Corporal entre 19 e 24.

REDUZA OS CARBOIDRATOS

Cientistas acreditam que uma dieta rica em carboidratos refinados, como farinha branca, pão, massa e biscoitos podem comprometer a fertilidade. Esses alimentos elevam rapidamente os níveis de glicose, causando um pico de insulina prejudicial à saúde. Dê preferência aos carboidratos complexos que tem maior tempo de digestão, como cereais integrais, aveia, linhaça e batata doce.

USO DE DROGAS

Substâncias como maconha e cocaína diminuem a qualidade do sêmen. Em mulheres, pode prejudicar a ovulação e aumentar o risco de abortamento e descolamento prematuro de placenta.

ÔMEGA 3

O Ômega 3, ácido graxo essencial, é um tipo de gordura encontrada em peixes como o salmão e também em alimentos funcionais como a linhaça. É essencial para o correto funcionamento hormonal e devem fazer parte do nosso dia a dia. Alguns trabalhos evidenciam a melhora da qualidade dos espermatozoides com o Ômega 3.

EVITE A CAFEÍNA

Pesquisas mostram que mais de duas xícara de café por dia podem diminuir as chances de engravidar. A cafeína reduz a atividade das tubas uterinas, local onde ocorre a fecundação e responsável pelo transporte do embriãoaté o útero.

ATENÇÃO COM ANALGÉSICOS

Alguns medicamentos como anti-inflamatórios podem afetar a concepção se forem consumidos no período fértil. Eles podem suprimir os hormônios chamados prostaglandinas, que auxiliam a ovulação. O consumo de anti-inflamatórios durante o período ovulatório (ibuprofeno, nimesulida, diclofenaco, cetoprofeno etc) pode bloquear a ovulação, impossibilitando a gestação espontânea.

BEBA ÁGUA

A água nutre todas as células do corpo, incluindo os tecidos do útero, e é essencial na produção de espermatozoides. Não deixe o seu corpo sentir sede, mantenha-se hidratado durante o dia todo.

Como vimos, hábitos simples e acessíveis a todos podem fazer toda a diferença. Gerar um novo ser não é mesmo uma tarefa fácil, e nosso corpo precisa de cuidados e hábitos que nos fortaleçam para assumir tal missão.Devemos pensar em nossa condição se quisermos ter filhos, e na mensagem que iremos passar a eles. Quando cuidamos de nós mesmos, só temos a ganhar, e assim também serão as futuras gerações!