Tempo de Leitura: 1 minutos

Depois de um tempo tentando engravidar é comum que o casal fique ansioso. Diante da situação as pessoas ao redor podem dizer:

“Vocês estão muito ansiosos, assim não vão conseguir engravidar”.

“Relaxa, a ansiedade atrapalha”.

“Desencana que engravida”.

Mas será que isso é verdade?

Estudos demonstram que não existe nada que comprove que a ansiedade está relacionada com baixas taxas de gravidez, como é pregado no senso-comum. Essa informação é importante, pois muitos casais podem acabar se culpando por sentirem-se ansiosos, o que por fim pode gerar ainda mais ansiedade! Portanto, que essa questão fique bem clara, para que não gere preocupações desnecessárias aos casais.

Como a ansiedade traz uma série de desconfortos físicos e emocionais, o que se pode fazer é lidar com ela, para que se possa passar esse período de tentativas da melhor maneira possível.

Há casais que buscam fazer alguma atividade juntos, outros que preferem algo individual. Existem pessoas que saem com os amigos, praticam algum hobby, buscam estudar algo novo, praticam atividades físicas. A psicoterapia de casal ou individual também pode ser uma saída, embora não seja necessária em todos os casos.

O acompanhamento psicoterápico é recomendado em situações as quais a ansiedade começa a interferir de maneira indesejada na vida do casal, ou na vida do homem ou mulher individualmente. Quando produz sofrimento emocional que começa a prejudicar o desenvolvimento no trabalho, vida social e/ou familiar é hora de buscar ajuda. A psicoterapia poderá servir como um espaço acolhedor propício para produzir maneiras de reinventar a realidade vivida, que por vezes pode ser difícil.

Respondendo a pergunta inicial de maneira objetiva: não, a ansiedade não diminui a chance de gravidez! Porém, por uma questão de bem-estar e qualidade de vida, se pode buscar diminuir a ansiedade, cada um criando sua própria estratégia.

Psicóloga Keith Laura Miranda

CRP 06/77064